10 ANOS

Desde julho de 2007 a debater ideias e a defender causas.

Raif Badawi o Direito de Ser Blogger

Somos todos Raif Badawi, se acreditamos que a liberdade de expessão é um direito inalienável da Pessoa Humana, então todos somos Raif Badawi.

O Humanismo

O Humanismo mais que uma ideologia é uma praxis ao alcance de cada um de nós, somos chamados a fazer o que estiver ao nosso alcance e de acordo com as nossas possibilidades em prol do bem comum.

A Terceira Idade e a Cultura Intergeracional

A revolução grisalha, e a cultura de uma sociedade intergeracional, juntanto-se a todo o conjunto de uma cultura de inclusão, a força da juventude e a sabedoria da idade produzem um mundo novo.

Solidariedade Social

A solidariedade social, mais que comunhão de esforços em prol de causas é o dar-se em prol dos nossos semelhante, é um dos temas centrais deste blog,.

Trabalhos Académicos, do Serviço Social e Sociologia à Ciência Política

Desde 2010 que o Etcetera, disponibiliza para consulta, um conjunto de estudos académicos de várias áreas da ciência, como sociologia, psicologia, ciência política, economia social entre outras.

Sugestões de Leitura - Lista de Livros

Lista de Livros, sugestão dos mais importantes da Literatura Universal e Humanista, o mais importante é ler bons livros e não sermos guiados pelos livros da moda.

segunda-feira, 23 de março de 2015

Lista de Partidos Políticos do Brasil

O Brasil conta neste momento com um total de 35 partidos políticos legalizados, num espectro ideológico que vai da extrema-esquerda até à direita mais conservadora, não havendo contudo, partidos de extrema direita legalizados no Brasil, sendo portando 4 partidos de Extrema-esquerda, 6 de Esquerda, 10 de Centro-esquerda, 12 de Centro-direita e 3 de Direita. 
Cada partido, abaixo indicado, para além do seu logotipo / símbolo, sigla e data de fundação, apresenta também alguns dados interessantes, a corrente em que está inserida e a ideologia que defende, bem como o número do código, número esse que é utilizado para as eleições eletrónicas, não havendo um boletim de voto, o eleitor digita os números referentes ao partido e ao candidato em que deseja votar.
Após a abertura política que ocorreu entre 1979 e 1985, o Brasil abriu-se ao sistema pluripartidário em que as duas foras políticas transforma-me em novos partidos, a ARENA - Aliança Renovadora Nacional, deu lugar ao PDS Partido Democrático Social de número 11 (entretanto extinto) e o MDB Movimento Democrático Brasileiro (oposição democrática ao regime militar) transformou-se em PMDB, tendo surgido de seguida, mais três partidos, o PTB, PDT e o PT. Posteriormente à nova constituição democrática de 1988, surge uma difusão de novos partidos, de variadíssimos quadrantes políticos.
PMDB - Partido do Movimento Democrático Brasileiro - Hoje é um partido de Centro Direita, fundado em 1965, em 1981 com o fim do bi-partidarismo levado a cabo no governo Figueiredo passa a ser PMDB. É tido como o Catch-All Party do Brasil (partido pega-tudo) não exigindo dos seus membro um compromisso ideológico. É o Partido do Presidente Michel Temer, que está a ser investigado por corrupção. Número 15.
PTB - Partido Trabalhista Brasileiro, fundado em 1945, e refundado em 1981, por Leonel Brizola após a Abertura e o fim do Bi-partidarismo, a sigla passa para Ivete Vargas, o partido é de Centro Direita, é um Catch-All Party, hoje faz parte da coligação governamental. Número 14.
PDT - Partido Democrático Trabalhista - Partido de Centro-Esquerda, fundado em 1981 com a abertura política de 1979,  por Leonel Brizzola, que chegou a ser Governador do Rio de Janeiro, hoje o partido faz parte da coligação governamental. E o único partido brasileiro presente na IS - Internacional Socialista Número 12.
PT - Partido dos Trabalhadores, fundado em 1979 e legalizado em 1982, surgiu como uma frente de extrema-esquerda, vindo de bases sindicais dos metalúrgicos hoje é de Esquerda, fundado por Lula da Silva, que viria a ser Presidente por dois mandatos, sucedido por Dilma Rousseff a primeira mulher a ser Presidente da República no Brasil, que acabou afastada por um processo de impeachment.  Número 13.
DEM - Democratas - Fundado em 1982 como PFL - Partido da Frente Liberal, é um partido de Direita, defende o neo-liberalismo e o conservadorismo e faz parte da IDC Internacional Democracia Centrista, tem raízes na antiga UDN, formado por uma facção da antiga Arena/PDS. Número 25.
PCdoB - Partido Comunista do Brasil, fundado em 1922 e refundado em 1981, é de Extrema Esquerda, da corrente Leninista. Um dos mais memoráveis membros foi João Amazonas, Secretário Geral do Comitê Central por 40 anos. O partido é fruto de uma cisão no antigo PCB, e chegou a defender a corrente Maoista. Número 65.
PSB - Partido Socialista Brasileiro - Partido de Esquerda, fundado em 1947, e refundado em 1988, Os seus membros destacados foram Miguel Arraes em Pernambuco e Rogê Ferreira em São Paulo. Em 2014 o Candidato do PSB Eduardo Campos morreu num acidente aéreo.  Número 40.
PSDB - Partido da Social Democracia Brasileira, fundado em 1989 é de Centro Esquerda, embora com Aécio Neves, virou ao Centro Direita, é um dos partidos defensores da corrente social-democrática, tem como bandeira o Parlamentarismo, a justiçá social, fundado por Mário Covas, Fernando Henrique Cardoso, é liderado por Aécio Neves, neto de Tancredo Neves. Número 45.
PTC - Partido Trabalhista Cristão - Partido de Centro Direita, de cariz ideológico do liberalismo, foi fundado em 1990 com a sigla PJ - Partido da Juventude, passando a ser mais tarde PRN - Partido da Reconstrução Nacional, legenda usada por Collor de Mello na eleição que o elegeu Presidente em 1999. Número 36.
PSC - Partido Social Cristão, fundado em 1990 é um partido de Centro-Direita, de cariz democrata cristão e conservador, o teor ideológico define o cristianismo como um conjunto de valores a serem aplicados na prática política e social. O partido surgido em 1970, com a sigla PDR Partido Democrático Republicano. Número 20.
PMN - Partido da Mobilização Nacional - Partido de Centro-Direita, fundado em 1990. Inicialmente situava-se à esquerda, defendendo a mobilização popular na luta de causas, chegou a estar prevista uma fusão com o PPS para criar-se a MD Mobilização Democrática, mas os militantes rejeitaram em congresso. Número 33.
PRP - Partido Republicano Progressista, fundado em 1991, é de Centro Direita, e de cariz progressista e republicano, baseado no ideário de Ademar de Barros, e no historial do Partido Social Progressista, que foi a fusão do PRP, outros dois partidos em 1946, o novo PRP foi dirigido por Ademar de Barros Filho,  Número 44.
PPS - Partido Popular Socialista - Fundado em 1992. É um partido de Esquerda, que surge a partir da dissolução do PCB Partido Comunista Brasileiro, sob a liderança de Roberto Freire, defende a democracia participativa e a social democracia, Apesar de esquerdista o partido opôs-se aos governos do PT. Número 23.
PV - Partido Verde, legalizado em 1993, é um partido de Centro Esquerda, do Socialismo Ambientalista, foi fundado em 1986 por Fernando Gabeira, um intelectual e ativista brasileiro, após o exílio na Europa, e adotando o modelo político dos ecologistas europeus, o partido está vinculado com a Global VerdeNúmero 43.
AVANTE - Partido de Centro Esquerda, na prática tem um discurso centrista, foi fundado em 1994 por dissidentes do PTB, com a sigla inicial de PT do B;tem vindo a ter um crescimento exponencial a nível de deputados federais, e tem perto de 200 mil militantes, defende o ideal Trabalhista, Social-Liberal. Em 2017 alterou o nome e sigla para AVANTE. Número 70.
PP - Partido Progressista, fundado em 1995, é de Direita e defende o liberalismo, é atualmente o 4.º maior partido do Brasil, tendo mais de 1 milhão de militantes, um dos seus líderes é Paulo Maluf, (da Arena e PDS) e Ex-Prefeito e Ex-Governador de São Paulo, o PP apoiou a reeleição da Presidente Dilma Rousseff. Número 36.
PSTU - Partido Socialista dos Trabalhadores Unificado - Partido de Extrema Esquerda, de cariz Marxista-Tortskista, fundado em 1995 na senda do PRT Partido Revolucionário dos Trabalhadores, sendo um grupo que fazia parte do PT faz parte da Liga Internacional dos Trabalhadores (4ª Internacional). Número 16.
PCB - Partido Comunista Brasileiro, fundado em 1922, e refundado em 1996, é de Extrema Esquerda, defende o Marxismo-Leninismo e a luta de classes. Dos seus muitos ilustres militantes contam-se Luis Carlos Prestes, Jorge Amado, e Orcar Niemayer e outros. O partido apoiou os governos de Lula, mas não Dilma Rousseff. Número 21.
PRTB - Partido Renovador Trabalhista Brasileiro - Fundado em 1996, trata-se de um partido de Direita, populista e de ideais conservadores, em 2000 o Ex-Presidente Fernando Collor ingressou no partido e concorreu às eleições como candidato a Prefeito de São Paulo. Número 28.
PHS - Partido Humanista da Solidariedade, fundado em 1997, tendo como sigla inicial PSN Partido da Solidariedade Nacional, é um partido de Centro Esquerda, vindo da doutrina social da Igreja Católica da Rerum Novarum do Papa Leão XIII. E é nesse sentido que se diz humanista.   Número 31.
PSDC - Partido Social Democrata Cristão, fundado em 1997, partido de Centro Direita, da corrente da Democracia Cristã. É fundado a partir de uma faccão liderada por José Maria Eimael, por não aceitar a fusão do PDC Partido Democrata Cristão com o PDS para fundar o PPR Partido Progressista Reformador. Número 27.
PCO - Partido da Causa Operária, fundado em 1997, por militantes do PT que foram expulsos do partido em 1991, sendo um partido de Extrema Esquerda da corrente trotskista, Normalmente concorre sozinho, tendo se coligado apenas com o PCB na FER Frente da Esquerda Revolucionária. Número 29.
PODE - Podemos;fundado em 1945, e refundado em 1997 como PTN Partido Trabalhista Nacional. É um partido de Centro Esquerda da corrente trabalhista. Foi o partido pelo qual se elegeu Jânio Quadros à Presidencia da República em 1961, Apoiou o primeiro governo de Dilma Roussef, e em 2014 apoiou o PSDB, de Aécio Neves. Em 2017 mudou o nome para Podemos, mantendo o  Número 19.
PSL - Partido Social Liberal - Partido de Centro Direita, fundado em 1994 e registado em 1998. Identifica-se com a corrente do liberalismo social, e tem também como bandeira a a defesa da criação de um Imposto Único Federal, O partido tem uma pequena expressão eleitoral. Número 17.
PRB - Partido Republicano Brasileiro, fundado em 2003 por partidários do Vice-Presidente José de Alencar que era do PL, foi registado em 2005, No entanto crê-se na opinião pública se trata de um de órgão politico da IURD Igreja Universal do Reino de Deus, sendo de DireitaNúmero 10.
PSOL - Partido Socialismo e Liberdade - Partido de Esquerda, fundado em 2004 e legalizado em 2005, nasceu da cisão de uma ala do PT, que discordava dos rumo político adotado. Sendo um partido similar ao Podemos de Espanha ou o Bloco de Esquerda de Portugal. Número 50.
PR - Partido da Repúblicafundado em 2006 e legalizado em 2006, é um partido de tendencia do Centro Direita, que surge da fusão entre o PL Partido Liberal e o PRONA - Partido da Reedificação da Ordem Nacional. O partido defende a criação do Imposto Único, tem ideais liberais e um discurso considerado populista. Número 22.
PSD - Partido Social Democrata - Fundado em 2011, de Centro Direita, existiu em 1945, era o partido de João Goulart, fez coligação com o PTB no Bloco Getulista; Após a Abertura, foi criado em 1987, mas por um período curto tendo sido incorporado ao PTB em 2003. Ressurgiu em 2011. Número 55.
PPL - Partido Pátria Livre, fundado em 2009 e legalizado em 2011, é um partido de Esquerda, da corrente do socialismo cientifico, a sua base vem de antigos membros do antigo MR-8 Movimento Revolucionário Oito de Outubro, e do PCB que se encontravam como uma facção do PMDB.  Número 54.
PEN - Partido Ecológico Nacional, fundado em 2012, é um partido de Centro Direita, da corrente ecológica, mas também defensor da democracia cristã, e também com a social democracia, no entanto está ligado à crescente influência de grupos evangélicos na política brasileira.  Número 51.
PROS- Partido Republicano da Ordem Social, fundado em 2010, tendo sido oficializado em 2013, é um partido de Centro Esquerda, de tendência pela corrente ideológica republicana. o partido em 2014, fez parte da coligação que reelegeu Dilma Roussef para Presidente .  Número 90.
SD - Solidariedade, fundado em 2013, é um partido de Centro Esquerda. cuja tendência ideológica aproxima-se do trabalhismo e da social-democracia. Fundado por Paulo Pereira da Silva com outros membros vindos do movimento sindicalista brasileiro, tendo concorrido pela primeira vez nas eleições de 2014. Número 77.
REDE - Rede Sustentabilidade, fundado em 2013 e legalizado em setembro de 2015, é um partido de Centro Esquerda, cuja tendência ideológica aproxima-se da social-democracia, defende a ecologia e a sustentabilidade, é liderado por Marina Silva. Número 18.
PMB - Partido da Mulher Brasileira, fundado em 2008 só veio a ser legalizado em setembro de 2015,  partido de corrente do Centro Esquerda, de tendência ideológica Feminista, defende a igualdade de géneros, o combate a todos os tipos de discriminação e violência contra as mulheres. Número 35.


Novo - Partido Novo, fundado em 2011 e legalizado no ano de 2015, o Novo é um partido de corrente Ultra-Liberal de Centro Direita, fundado por pessoas sem carreira política, cujos ideais baseiam-se na defesa das liberdade individuais ao estilo da filosofia estadunidense. Número 30.

Hiperligações:

Por Filipe de Freitas Leal

contador de visitas Leituras visualizações

Sobre o Autor

Filipe de Freitas Leal nasceu em Lisboa, em 1964, estudou Serviço Social pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa. Estagiou como Técnico de Intervenção Social numa Instituição vocacionada à reinserção social de ex-reclusos e apoio a famílias em vulnerabilidade social, é blogger desde 2007, de cariz humanista, também dedica-se a outros blogs de temas diversos.

quarta-feira, 18 de março de 2015

Estado Islâmico Destrói Museus da Síria e do Iraque


O Estado Islâmico - EI, tem vindo a mostrar o seu rosto sinistro de uma contínua perpetração de atrocidades contra a humanidade, e revela claramente os seus valores intrínsecos, pelo que não devemos confundir a generalidade dos muçulmanos com o terrorismo bárbaro dos fanáticos, que claramente são o rosto da insensatez e da intolerância de um grupo de bandidos, criminosos de guerra, sem qualquer sentimento de piedade para com um semelhante.

Os atentados terroristas que destruíram obras de arte, bem como as cidades arqueológicas da Assíria e Babilónica, e peças milenares nos museus da Síria e do Iraque, não destruindo tudo, pelo que reservaram peças para vender no mercado negro, obras de arte cujo valor é incalculável, mostram que os valores humanistas e dos Direitos Humanos, não são e nunca serão os seus valores, esta é uma guerra civilizacional, do Direito contra a Barbárie, da civilização democrática contra o Estado da Ignorância absoluta.

As barbaridades perpetradas pelo EI, como queimar vivo o piloto jordaniano, punir e executar barbaramente uma mulher por não se vestir de acordo com os valores da Shária, executar imigrantes coptas, queimar crianças cristãs de 5 a 13 anos, enjauladas e por outros variadíssimos crimes, e fim a tentativa de destruir os últimos vestígios da História Assíria e Babilónica, revelam-nos que o objetivo pelo qual se pautam é acima de tudo um projeto político de puro terror.

As autoridades mundiais devem promover o respeito pelas restantes comunidades muçulmanas em todo o mundo, porque não se pode e nem deve tomar o todo por uma das suas partes, mas deve-se pedir que os lideres religiosos islâmicos decretem em alto e bom som, que os valores do Estado Islâmico não são os valores muçulmanos presentes no Alcorão.
Por Filipe de Freitas Leal

contador de visitas Leituras visualizações

Sobre o Autor

Filipe de Freitas Leal nasceu em Lisboa, em 1964, estudou Serviço Social pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa. Estagiou como Técnico de Intervenção Social numa Instituição vocacionada à reinserção social de ex-reclusos e apoio a famílias em vulnerabilidade social, é blogger desde 2007, de cariz humanista, também dedica-se a outros blogs de temas diversos.

terça-feira, 17 de março de 2015

Brasil - Manifestações Pedem Reforma Política

As maiores manifestações  em 30 anos, desde as "Diretas Já"

As manifestações que levaram às ruas milhões de cidadãos em várias cidades por todo o Brasil, no dia 15 de março foram pacificas, e tinham claramente o objetivo de pedir uma reforma política, o combate à corrupção e uma governação claramente voltada para os interesses de todo o povo brasileiro, foram as maiores manifestações de que há noticia depois das Diretas Já, realizadas em 1984, encabeçadas por vários partidos progressistas que pretendiam a redemocratização plena e total da vida politica brasileira e que culminaram na eleição de Tancredo Neves.

Os brasileiros estão neste momento mais politizados que nunca, e revoltados com o nível de corrupção que se agravou nos dois governos de Lula, e no primeiro governo da Presidente Dilma Roussef, e que a levaram a ter uma posição mais moderada no dia 16 de março a aceitar o diálogo com a oposição e a "uma escuta humilde e atenta da voz das ruas" segundo palavras do discurso da própria presidente Dilma.

Estas manifestações de domingo, seguem-se as manifestações da semana passada, organizadas por sindicatos, e partidos políticos afetos ao PT e à coligação governamental, que embora estejam com a Presidente, também aproveitaram para pedir reformas políticas contra a corrupção, bem como manifestaram-se para que Dilma volte atrás com as reformas na legislação laboral.


As manifestações foram organizadas por diferentes partidos e organizações políticas brasileiras da esquerda à direita, bem como associações de solidariedade social e movimentos cívicos, sendo pacificas, e embora claramente contra a presidente não se limitaram a pedir um "Impeachment" mas a levantar bandeiras e a cantar o hino por um Brasil melhor para todos, para que surja da voz do povo, uma nova ordem e um novo modo de fazer política onde as pessoas estejam no centro das questões políticas, sociais, económicas e culturais, promovendo uma humanização da sociedade e um resgate da politica ao sua função original que é servir tendo em conta o interesse única e exclusivamente do bem comum.

Hiperligações:
El País - Brazil sai a la Calle contra Dilma
Diário de Notícias - Brasil Prepara Lei para Regulamentar Manifestações

Por Filipe de Freitas Leal

contador de visitas Leituras visualizações

Sobre o Autor

Filipe de Freitas Leal nasceu em Lisboa, em 1964, estudou Serviço Social pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa. Estagiou como Técnico de Intervenção Social numa Instituição vocacionada à reinserção social de ex-reclusos e apoio a famílias em vulnerabilidade social, é blogger desde 2007, de cariz humanista, também dedica-se a outros blogs de temas diversos.

sexta-feira, 13 de março de 2015

Boaventura de Sousa Santos

A Sociologia de Sousa Santos é reconhecida mundialmente

É um sociólogo português, Nascido a 15 de novembro de 1940, no Município de Penacova, Distrito de Coimbra, Portugal. Doutorado em Sociologia do Direito pela Universidade de Yale, Sousa Santos é Professor Catedrático da Universidade de Coimbra e Diretor do CES Centro de Estudos Sociais.

Boaventura de Sousa Santos, defente a complementaridade entre o conhecimento cientifico e o senso comum como um ideal a ser perseguido, defende ainda o ativismo dos movimentos sociais como forma de combater crises.

Tem uma vasta obra escrita, entre os quais podemos salientar O direito dos oprimidos, editado em São Paulo, Brasil pela Editora Cortez; Se Deus fosse um ativista dos direitos humanos, editado em Portugal pela Almedina.

Hiperligações:
Boaventura de Sousa Santos - Site do Autor
Boaventura de Sousa Santos - Wikipedia

Por Filipe de Freitas Leal

contador de visitas Leituras visualizações

Sobre o Autor

Filipe de Freitas Leal nasceu em Lisboa, em 1964, estudou Serviço Social pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa. Estagiou como Técnico de Intervenção Social numa Instituição vocacionada à reinserção social de ex-reclusos e apoio a famílias em vulnerabilidade social, é blogger desde 2007, de cariz humanista, também dedica-se a outros blogs de temas diversos.

quinta-feira, 12 de março de 2015

Maduro Poderá ter Instaurado a Ditadura

O artigo aqui publicado, não relfete de forma alguma o pensamento da maioria dos humanistas, nem do PHI Partido Humanista Internacional, é tão somente a minha visão pessoal, sem a pretensão alguma de ser o dono dos a verdade neste e noutros assuntos perante os acontecimentos, que embora só obtenhamos de forma filtrada e tendenciosa, não deixam de ser preocupantes.

Nicolas Maduro, passou a governar o seu país por decreto, um ato que considero antidemocrático e que só deve ser usado em Estado de Sitio por motivos de guerra, e não é o caso, pelo que na pratica Maduro acaba por instaurar a ditadura, tendo sido aprovado no Parlamento o pedido do Presidente de governar em regime de exceção, usando os Estados Unidos como bode expiatório, método comum em política, nos regimes populista, para disfarçar a grave crise económica, financeira e social em que a Venezuela está mergulhada.

Maduro afirma que só assim poderá resistir ao perigo estadunidense, esquecendo-se que é a partir das suas ações como presidente tais como a prisão do lider da oposição e do presidente da Câmara Municipal de Caracas, que levaram o governo Obama a classificar a Venezuela como um país perigoso para a segurança, Maduro tenta agora desesperadamente esconder as razões do seu fracasso governativo, a grave crise económica, e também social que graça na venezuela está muito longe do sonho de uma sociedade socialista, e a provar isso estão os atos torcionários de Maduro, que teima no sistemático atropelo dos direitos humanos, algo que deve ser denunciado em nome da Liberdade e da Democracia.

Por Filipe de Freitas Leal

contador de visitas Leituras visualizações

Sobre o Autor

Filipe de Freitas Leal nasceu em Lisboa, em 1964, estudou Serviço Social pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa. Estagiou como Técnico de Intervenção Social numa Instituição vocacionada à reinserção social de ex-reclusos e apoio a famílias em vulnerabilidade social, é blogger desde 2007, de cariz humanista, também dedica-se a outros blogs de temas diversos.